Brasil não tem mais carros novos que custam menos de R$ 30 mil

A nova tabela de preços sugeridos da Fiat, divulgada nesta semana, tirou o único modelo de grande volume da lista dos que custam menos de R$ 30 mil: o Palio Fire 2 portas. De R$ 29.540, o hatch veterano passou a custar R$ 30.040, R$ 500 mais caro.

 

A Geely ainda vende o importado GC2 por R$ 29,9 mil, mais R$ 1.100 de frete. Porém, apenas para queimar o pequeno estoque: amarcha chinesa anunciou o fim das operações no Brasil em abril último.

Na comparação com o último levantamento dos 10 carros mais baratos do Brasil feito peloG1 em março passado, a lista tem tem duas mudanças.

Uma delas é a saída do Fiat Uno Vivace, que saiu de linha. Ele foi substituído pelo “irmão menor” Mobi, estreante entre os mais baratos.

Com a saída do GC2, o modelo que entrou na lista foi outro chinês, o Jac J2, também  restrito a importação.

Veja a lista dos 10 carros mais baratos à venda no Brasil:

Fiat Palio Fire 2 portas: R$ 30.040
Motor: 4 cilindros, 1.0, 75/73 cavalos

Principais itens de série: calotas, vidros verdes, conta-giros e relógio digital.
O nível de despojamento do carro mais barato do país é tão grande que itens simples como capô com alça de segurança e calotas são listados entre os equipamentos do Palio Fire no site da Fiat. Para ter ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas eletricos, é preciso desembolsar R$ 5.816, elevando o preço para R$ 35.856. Isso em um carro de duas portas.

Chery QQ: R$ 31.290
Motor: 3 cilindros, 1.0, 69 cv

Principais itens de série: ar-condicionado, direção hidráulica, rádio, vidros e travas elétricos.
A produção nacional do QQ já começou, mas a tabela de preços da Chery ainda constam  unidades do ano/modelo 2014/2015. Ainda assim, ele é bem completo para um veículo desta faixa de preço. Ainda há uma versão mais equipada, com vidros elétricos traseiros, sensor de ré e rodas de liga leve por R$ 33.690.

Fiat MobiEasy: R$ 31.900
Motor: 4 cilindros, 1.0, 75/73 cv

Principais itens de série: calotas, brake light, apoios de cabeça traseiros, banco traseiro bipartido e tampa do porta-malas de vidro.
Apesar de ser novidade no Brasil, traz um conjunto mecânico ultrapassado, com o motor 1.0 Fire. Na versão básica, não tem muitos itens de série.

Chevrolet Classic: R$ 32.670
Motor: 4 cilindros, 1.0, 78/77 cv

Principais itens de série: ar-condicionado, direção hidráulica, desembaçador traseiro e conta-giros. Possivelmente é a última aparição do Classic na lista. Embora a marca não confirme, o modelo já deixou de ser produzido, e as unidades vendidas são as que estavam em estoque.

O Classic já teve seu projeto pago há anos. Por isso, a GM pode vender o modelo com pacote de equipamentos interessante por um preço nem tão alto. Mesmo assim, só ganhou direção hidráulica de série na linha 2016.

Volkswagen Take Up 2 portas: R$ 34.430
Motor: 3 cilindros, 1.0, 82/75 cv

Principais itens de série: calotas, banco do motorista com regulagem de altura, chave tipo canivete, limpador e desembaçador traseiro, apoios de cabeça traseiros e fixação Isofix.
Dono do projeto mais moderno da lista, o compacto tem a seu favor o bom resultado no teste de colisão do Latin NCap. Além disso, tem desempenho acima da média para um veículo 1.0 e um dos melhores consumos de combustível do país.

Renault Clio: R$ 34.985
Motor: 4 cilindros, 1.0, 80/77 cv

Principais itens de série: ar-condicionado, direção hidráulica e vidros e travas elétricos.
Outro modelo que já teve a produção encerrada. No caso do Clio, ele será substituído pelo Kwid, rival para Mobi e Up. Quanto ao Clio, resta uma “morte” ao menos digna. A versão básica oferece ar-condicionado, direção hidráulica e vidros e travas elétricos por menos de R$ 35 mil.

Volkswagen Gol Trendline: R$ 35.150
Motor: 3 cilindros, 1.0, 82/75 cv

Principais itens de série: direção hidráulica, travas e vidros elétricos e rádio com Bluetooth.

Mesmo passando por um facelift recentemente, o Gol segue na lista dos mais baratos do país com sua versão de duas portas. Nesta versão de entrada, já há alguns itens de série interessantes. Além da mudança visual, ganhou o motor 1.0 de três cilindros já presente no Up. Ele é uma opção mais moderna e econômica ao antigo 1.0 de quatro cilindros.

Chery Celer Hatch: R$ 36.990
Motor: 4 cilindros, 1.5, 113 cv

Principais itens de série: ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos, sensor de ré e rádio.

O hatch compacto aposta em motor acima de 1.0, espaço interno e lista de equipamentos completa para agradar. De quebra, custa quase R$ 10 mil a menos do que os concorrentes diretos, como Chevrolet Onix 1.4, Fiat Palio e Hyundai HB20.
Mesmo com a evolução do modelo nacional em relação ao chinês, ainda deve um pouco em refinamento, fato atenuado pelo bom preço de compra.

Jac J2: R$ 36.990
Motor: 4 cilindros, 1.4, 113 cv

Principais itens de série: ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos, sensor de ré e rádio.

Menor veículos da Jac é também o mais barato da marca. Ele segue a estratégia do Celer, e aposta em motor maior e bem mais potente. É uma boa opção para quem busca desempenho, mas não precisa de tanto espaço interno.

Chery Celer Sedan: R$ 37.990
Motor: 4 cilindros, 1.5, 113 cv

Principais itens de série: ar-condicionado, direção hidráulica, vidros e travas elétricos, sensor de ré e rádio.

Por R$ 1 mil a mais do que o hatch, é possível levar para a casa a versão sedã do Celer. Ela é 14 cm mais comprida, diferença que reflete no tamanho do porta-malas. São 450 litros, contra 380 litros do compartimento do hatch.

Na lista de equipamentos e nas especificações técnicas, os dois modelos são idênticos. O visual do sedã, porém, é mais controverso, com uma traseira de gosto duvidoso.

Fonte:http://g1.globo.com/

Share This: