Cantareira ultrapassa o nível de setembro de 2013, período anterior ao início da crise hídrica

Com o índice de 45,5% nesta sexta-feira, 9 de setembro, o  Sistema Cantareira ultrapassou a quantidade de água reservada no mesmo  período de 2013, quando ainda não havia se iniciado a crise hídrica. Em 9  de setembro de 2013, o índice do Cantareira era de 45,4%. Esse total não  considera as reservas técnicas e mostra a boa recuperação que o Sistema  vem apresentando este ano, tendo atingido essa evolução ainda antes mesmo  do retorno da época das chuvas mais constantes, que devem começar no  próximo mês.

No índice que considera também as reservas técnicas, a quantidade de água  reservada já chega a 74,8%, mostrando que as previsões pessimistas que  apontavam que o Cantareira nunca iria se recuperar ou que demoraria 10  anos para isso eram alarmistas e erraram de forma crassa. A seca recorde  de 2014, quando os níveis de afluência foram inferiores à metade dos de

1953 gerou uma crise hídrica histórica e fez com que o nível do Cantareira  caísse a índices extremamente baixos.

Recuperação vai continuar

A recuperação do Sistema é reconhecida pelos próprios órgãos reguladores  ANA (Agência Nacional de Águas) e DAEE (Departamento de Águas e Energia  Elétrica do Estado de São Paulo), que liberaram no início de setembro o  aumento da retirada média do Cantareira de 23 m3/s para 25 m3/s. Essa  retirada ainda é abaixo da média de antes da crise (31 m3/s), o que  permitirá que o manancial continue se recuperando nos próximos meses.

Naquela situação, o abastecimento de água na Grande São Paulo só foi  mantido graças a um grande esforço da Sabesp que, para isso, utilizou  obras como o bombeamento das reservas técnicas e a interligação dos  sistemas, assim como a redução de pressão de água nas redes. Também foi  fundamental no enfrentamento da crise o programa de bônus para quem  reduzisse o consumo, que contou, em média, com a participação de mais de  80% dos clientes no uso racional da água.

Fonte:https://www.clickguarulhos.com.br

Share This: