Carol Ribeiro defende implantação de um Centro de Referência e Atenção à Mulher em Guarulhos

Segundo a pré-candidata a vereadora Carol Ribeiro (PMDB), seu principal objetivo é garantir o direito da mulher junto à sociedade e desenvolver ações contra a violência sofrida pelo gênero. Para dar mais força a esse projeto, ela pretende a criação da Casa Rosa, para que seja um Centro de Referência e Atenção à Mulher na cidade de Guarulhos
“A unidade terá como objetivo implantar políticas públicas para mulheres por meio de ações específicas, integrando e humanizando o atendimento psicossocial e de saúde às mulheres em situação de violência. Uma equipe profissional estará à disposição para acolher e prestar a assistência correta a elas”, explica.

Ela pretende que o local integre serviços especializados para o atendimento a vítimas expostas aos diversos tipos de violência, com um trabalho voltado à integração e formação de uma rede de atendimento, que possibilite agilizar todo o processo que envolve a problemática da violência à mulher. Deve ter como principais atividades: acolhimento, apoio psicossocial; assistência jurídica, promoção de autonomia econômica; central de transportes; cuidado para as crianças envolvidas – brinquedoteca; alojamento de passagem; serviços de saúde (cardiologia, dermatologia, fonoaudiologia, nutrição, planejamento familiar, ginecologia – contracepção de emergência, prevenção de doenças sexualmente transmissíveis/Aids, e um serviço inovador e pioneiro na rede pública de saúde: fertilidade humana), além de orientação e acesso aos programas de assistência social.

Carol Ribeiro esteve na Assembléia Legislativa de São Paulo com o deputado estadual Jorge Caruso (PMDB), solicitando recursos e projetos do governo estadual para a construção do Centro de Referência e também de uma delegacia da mulher com atendimento de 24 horas por dia, sete dias por semana, na região do Bonsucesso, já que uma mulher é vítima de violência a cada 15 segundos no Brasil. Em 75% dos casos, o agressor é o próprio cônjuge ou companheiro, mas é baixíssima a quantidade de mulheres que denunciam as agressões.

Fonte:http://www.clickguarulhos.com.br/

Share This: