Cecap seria lugar ideal para novo Poupatempo

A Folha Metropolitana noticiou que o Poupatempo terá de romper a locação do atual prédio, na esquina da avenida Presidente Humberto de Alencar Castelo Branco com a rua José Campanella, porque o proprietário do imóvel não estaria tomando providências necessárias à renovação do contrato.

Passei a imaginar qual outro local seria tão propício à atividade ali desenvolvida quanto o atual. E é realmente difícil haver outro, com tanta facilidade de acesso e espaços para estacionamento nas proximidades.

Ocorreu-me que o terreno onde está sendo construída a nova Fatec – e uma Etec -, no Parque Cecap, foi sugerido por mim ao então secretário de Negócios Metropolitanos, Edson Aparecido, durante reunião dele com o prefeito Sebastião Almeida, no Bom Clima. E a razão de minha sugestão foi porque ali a área já pertence ao Estado.

Como o Poupatempo também é estadual, nada mais lógico que o Governo do Estado construísse no Parque Cecap uma sede própria para o funcionamento desse importante serviço.

Creio que a localização ideal seria entre o terreno destinado ao novo Fórum e o Hospital Geral. Ali perto, passam linhas de ônibus de vários bairros, fica próximo a terminais de ônibus, depois haverá a estação do trem. E, além disso, há áreas vazias para estacionamento.

Há uma tendência dos governos de alugar em vez de construir. Mas, considerando que os terrenos já são do Estado, seria mais lógico projetar e erigir um prédio adequado às funções do Poupatempo.

Paliativos

Já que o Poupatempo não pode parar e a construção demoraria, fatalmente o Estado optará por uma locação. São raros os espaços que serviriam para tal. A própria Rodoviária do Cecap bem poderia ser adaptada para que ali funcionasse o Poupatempo, já que a finalidade para a qual foi construída não se mostrou viável até agora. O problema é que é da Prefeitura. Como são partidos diferentes e que se contrapõem, o diálogo é difícil.

A área do Clube do Cecap – que também é do Estado – poderia ser adaptada, com a vantagem de ter estacionamento na porta. Linhas de ônibus de muitos lugares passam por ali. O terreno particular da antiga Liquigás, na entrada da cidade pelo viaduto Fioravante, é estrategicamente bem localizado, mas demandaria construção.

Outro local que vislumbro como possível pela questão de logística: o espaço do Internacional Eventos (antiga Philips), região também bem servida por transporte coletivo e próxima da futura estação do Metrô.

Porém, diante da pressa em obter um novo local, que possa abrigar as atividades do Poupatempo sem muitas construções, talvez seja viável algum espaço do Internacional Shopping. Ali já funciona, a contento, uma unidade da Polícia Federal para emissão de passaportes, embora em espaço infinitamente menor do que o necessário para o Poupatempo.

O Estado abriu uma espécie de licitação, em cujo edital consta que se reserva o direito de escolher o imóvel que melhor sirva aos serviços do Poupatempo.

Não duvido que o governo Alckmin tenha mais facilidade para dialogar com o grupo Veronezi do que com a prefeitura petista.

Valdir Carleto

Fonte:http://www.clickguarulhos.com.br/

Share This: