CHARADA MATEMÁTICA ADIVINHATÓRIA

O sistema proporcional, que prevalece na eleição de vereadores, é o que faz com que, às vezes, um candidato mais votado fique fora e outro menos votado se eleja.
Para que um partido eleja um vereador, precisa atingir o quociente eleitoral, que é o resultado da divisão do total de votos válidos pelo número de cadeiras em disputa. Digamos que Guarulhos tenha 600 mil votos válidos; como são 34 cadeiras na Câmara, o quociente seria de 17.647 votos.
Considerando o potencial de cada partido, se já tem vereadores ou não, se conta com candidatos mais ou menos expressivos, fiz uma projeção de quantas vagas cada um tem chance de preencher. Tudo indica que será bem complicada a disputa.

3+1+2+5+1+1+1+1+1+1+1+1+5+1+1+1+1+1+2+1+2+2+1=37
Vixi! Só cabem 34. Então, vamos tentar calcular de novo…
2+1+1+5+1+1+1+1+1+1+1+1+5+1+1+1+1+2+1+2+2+1=34
Agora, deu a conta certa.
Se o cálculo está correto, só se vai saber na noite do dia 2/10. E olhe lá…
É bem provável que haverá gente nova que, sem querer, terá ajudado a manter quem já está. Mas, é também provável que o velho esquema de montar um time para entrar só o dono da bola pode dar com os burros n’água e ficar fora o time todo.
Briga de foice no escuro… Salve-se quem puder.
A única certeza é que na noite seguinte ao resultado haverá muitos lenços e fronhas molhados.

Fonte:http://www.clickguarulhos.com.br/

Share This: