Coluna do Carleto – Edição 345

 


A Secretaria de Transportes e Trânsito vem multando veículos parados em trecho sem saída da praça IV Centenário, onde já faz tempo que foram colocadas placas de Proibido Estacionar, mas não vinha sendo feita fiscalização, e, portanto, ninguém era multado.

Por que proibiu? – 2

Indagada, informou, pela Assessoria de Imprensa: “Na quarta-feira, foi feita fiscalização de rotina na praça IV Centenário, próximo ao Hotel Mercure, onde alguns veículos estavam, inclusive, em cima da calçada e tiveram que ser removidos, porque os donos não foram encontrados”.

Por que proibiu? – 3

Insisti, perguntando por que é proibido estacionar ali. Resposta: “A STT esclarece que a proibição de estacionamento já existia”. Ou seja, não respondeu.

1175 candidatos!

Guarulhos tem nada menos de 1175 candidatos à vereança. O número chega a ser superior ao da Capital, onde há 1066 postulantes às 55 vagas de lá. Aqui, são 34 cadeiras, o que torna dificílima a disputa: 34,5 candidatos por vaga.

Salve-se quem puder

Tentei fazer uma projeção de quantos vereadores cada partido pode eleger. Para chegar às perspectivas das próprias legendas, nem se houvesse 50 vagas! Prevejo que algumas bancadas serão menores na próxima legislatura e cogito que haverá uma ou outra que não atingirá o quociente eleitoral e ficará sem representante no Legislativo.

Que bicho é esse?

Quociente eleitoral é o limite mínimo de votos que um partido precisa obter para eleger um vereador. É o resultado da divisão do total de votos válidos por 34. Deve ficar entre 15 mil e 18 mil votos. Se dois ou mais partidos estiverem coligados na proporcional, vale a soma dos votos da coligação. Assim, os menos votados do partido ou coligação ajudam a eleger quem tiver mais votos.

Repescagem

Feita a atribuição de cadeiras a cada partido, costuma haver sobras, que caberão ao que estiver mais perto de obter mais uma vaga. Porém, o partido que não tiver atingido o quociente, não é beneficiado por essa sobra. Isso é que pode provocar o fato de umcandidato mais votado não ser eleito e outro, com menos votos, conseguir eleger-se.

Ninguém merece

Há muitos eleitores que estão a fim de anular o voto ou deixar em branco, por entender que ninguém merece seu voto. Há quem acredite que, se mais da metade dos votos forem nulos, a eleição seria anulada e, em outra eleição os candidatos teriam de ser outros. Balela! Se houver apenas um voto válido, quem o tiver obtido estará eleito, seja para prefeito ou vereador.

O que fazer, então?

Entre 1175 candidatos, certamente há bons nomes a serem votados, entre seus vizinhos, colegas de trabalho, alguém que você conheça de outra atividade. Para reduzir o perigo de votar em quem não merece, pesquise o passado do candidato, como ele se comporta como profissional, como cidadão, enfim, como ser humano.

Não se corrompa

Jamais vote em quem oferece algum prêmio ou vantagem em troca do voto, pois esses são os que pretendem usar o mandato em benefício próprio. Quem gasta demais vai querer recuperar.

Parente é serpente

Há famílias com mais de um candidato. E há parentes que recomendam votar em qualquer um, menos em seu familiar.

Por falar em brimo…

Embora o deputado federal Jorge Tadeu Mudalen seja o presidente estadual do DEM, seu filho e xará é candidato a vereador pelo PMDB, partido que também tem outro nome de família árabe, Lamé Smeili, disputando a reeleição.

Não tô nem aí

O Fiat Palio que o ex-prefeito Jovino Cândido (PV) dirige não tem adesivo da campanha de Martello (PSD), de quem ele é o vice. Que dobradinha é essa?

Placa não pode!

Tem candidato pondo placas de propaganda eleitoral em residências. Não estão cumprindo com a atual legislação, que só permite papel ou adesivo e no tamanho máximo de meio metro quadrado.

Fonte:https://www.clickguarulhos.com.br

Share This: