COMPOSTAGEM: LIXO NUTRITIVO

Separar o lixo é fácil e quase não dá trabalho. Com um pouquinho de boa vontade, plástico, vidro e outras embalagens podem ser encaminhados a cooperativas que se encarregam de sua reciclagem. Mas e as cascas de alimentos, os saquinhos de chá e a borra de café? Todos esses resíduos orgânicos podem se transformar em um adubo rico e nutritivo utilizando uma técnica de decomposição acelerada e controlada chamada compostagem – e o melhor, pode ser feito em um cantinho da sua cozinha.

Você deve estar pensando que decomposição gera mau cheiro. Nem sempre. “O lixo que apresenta odor forte está sempre em um saquinho fechado, abafado, isto é, fermentando. Com a compostagem isso não acontece, pois o monte precisa estar arejado e ser revirado a cada dois dias”, garante a bióloga Patricia Blauth, uma das idealizadoras do “Menos Lixo”, consultoria que assessora escolas e empresas que buscam alternativas para minimizar o desperdício.

Veja abaixo o que é necessário para construir uma composteira em casa. Depois de dois meses, você poderá deixar a sua horta, o seu jardim e até as árvores da praça em frente a sua casa mais fortes e bonitas.

O que você precisa:

· Uma bombona ou um cesto plástico grande – pode ser aqueles de colocar lixo
· Um pedaço de tela contra mosquito do tamanho suficiente para encapar o recipiente por dentro
· Uma furadeira
· Um garfo de jardinagem

3_8

Como fazer:

· Faça vários furos ao redor da bombona ou do recipiente plástico com a furadeira. Isso vai fazer com que o ar circule melhor pelo monte, evitando o mau cheiro e o chorume – líquido escuro que ocorre quando o lixo orgânico é fermentado.
· Forre o recipiente por dentro com a tela contra mosquitos. Isso evita que o resíduo depositado lá escape pelos furos.
· Coloque uma camada de resíduo orgânico seco, depois uma camada menor com resíduo úmido e novamente uma camada com resíduo seco nos três primeiros dias.
· A partir do quarto dia, passe a misturar a bombona com um garfo de jardineiro a cada dois dias. Repare que o monte vai esquentar – podendo chegar a 60 graus. A temperatura alta mata possíveis larvas presentes nos resíduos.

A composteira pode receber conteúdo diariamente, desde que misturado na proporção de três partes de resíduo seco para uma parte de resíduo úmido – em volume.

Quando o recipiente encher, aguarde um período de aproximadamente dois meses para que o adubo fique pronto para uso, lembrando sempre de revirar o monte a cada dois dias. Segundo Patrícia, é interessante ter duas composteiras em casa. Quando uma estiver cheia, comece outra. Provavelmente o monte da primeira já estará pronto para uso quando a segunda lotar. Não estranhe, pois o volume da compostagem diminui pela metade.

Fonte:http://revistacasaejardim.globo.com/

Share This: