CPB anuncia a Braskem como a nova patrocinadora do paratletismo brasileiro

A equipe brasileira de paratletismo conta com um novo patrocinador, a Braskem, maior petroquímica das Américas e líder mundial na produção de biopolímeros. O investimento, que terá duração de 18 meses, será destinado ao desenvolvimento e à preparação dos atletas para competições nacionais e internacionais, como o Campeonato Mundial, em Doha, Catar, em outubro.

“Este é um grande momento. Queremos parabenizar a Braskem por acreditar no paradesporto e apontar o caminho para a iniciativa privada associando sua marca ao paratletismo”, diz Andrew Parsons, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e vice-presidente do Comitê Paralímpico Internacional (IPC, na sigla em inglês).

“Este patrocínio traz a materialização da crença e do propósito da Braskem de que a química e o plástico melhoram a vida das pessoas. As próteses, que possuem o plástico em sua composição, são um exemplo disso, por proporcionarem um salto de qualidade e de performance aos paratletas”, afirma Marcelo Lyra, vice-presidente de relações institucionais e desenvolvimento sustentável da Braskem.

O atletismo foi responsável por 80 das 257 medalhas conquistadas pelo Brasil na histórica campanha dos Jogos Parapan-Americanos de Toronto, em agosto. No total, 44 atletas e 17 guias integram a equipe permanente da Seleção Brasileira, entre equipes principal e de jovens.

“O patrocínio é essencial para o processo de preparação e desenvolvimento do atleta. É muito mais que um patrocínio, isso é uma parceria. Com esse suporte tenho condições de seguir em busca de novas vitórias. Agora faço parte da equipe Braskem”, diz Alan Fonteles, campeão paralímpico dos 200m classe T44 e que faz parte da nova campanha institucional da Braskem, com foco em inovação para melhoria da vida das pessoas por meio da química e do plástico.

A companhia também vai patrocinar Adriele Silva, primeira biamputada no Brasil a praticar o paratriatlo.

Sobre a Braskem
Controlada pela Organização Odebrecht, a Braskem é a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas, com capacidade anual de produção de mais de 16 milhões de toneladas de resinas e outros produtos petroquímicos básicos. Com faturamento de R$ 53 bilhões, é a maior produtora mundial de biopolímeros – polietileno derivado do etanol de cana-de-açúcar (Plástico Verde), com capacidade de 200 mil toneladas anuais.

Com o propósito de melhorar a vida das pessoas, criando as soluções sustentáveis da química e do plástico, a Braskem atua em mais de 70 países, conta com cerca de 8 mil integrantes e opera 36 unidades industriais, localizadas no Brasil, EUA e Alemanha. Lidera ainda a construção de um complexo industrial petroquímico no México, em parceria com a mexicana Idesa, cujo investimento é avaliado em cerca de US$ 5,2 bilhões.

Assessoria de imprensa do Comitê Paralímpico Brasileiro (imp@cpb.org.br)
Rafael Maranhão
Ivo Felipe
Nádia Medeiros
Rafael Moura
Thiago Rizerio
Mariana Azambuja (estagiária)
Elder Barros (estagiário)
Fonte
http://www.cpb.org.br

Share This: