De olho no Magic, Fla sofre contra o Brasília sem Olivinha e Rafael Luz

O Flamengo marcou dois amistosos com o Brasília na Gávea pensando em arrumar o time para a sequência da temporada. Novos jogadores chegaram, outros nomes importantes saíram e havia uma chance de o técnico José Neto encaixar a formação contra um adversário de peso, com histórico de duelos intensos no Novo Basquete Brasil, mais forte do que os rivais do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro. No entanto, uma derrota por 73 a 71 e uma vitória por 93 a 88 ligaram o alerta além do que aconteceu dentro da quadra no Ginásio Hélio Maurício.

Nos dois jogos, o Flamengo não contou com Olivinha e Rafa Luz, dois jogadores com status de titulares. Ambos estão com problema muscular na coxa esquerda e existe a suspeita de estiramento. A previsão é de que eles façam exame nesta terça-feira para verificar a gravidade da lesão. A preocupação é com a participação deles contra o Orlando Magic, dia 17, em confronto pela pré-temporada da NBA, a liga americana de basquete, na Arena da Barra.

Rafa Luz se machucou no confronto com o Macaé pelo Campeonato Estadual na quarta-feira. Olivinha sofreu a lesão durante o treinamento de sexta-feira. Os jogadores estão na torcida para que o exame não aponte algo mais sério capaz de tirá-los do evento da NBA. O alento é a expectativa em torno da chegada de Rafael Mineiro, que defende o Bauru domingo contra o Washington Wizards, nos Estados Unidos.

– Logo agora isso foi acontecer. E faltam menos de duas semanas para o jogo o Orlando Magic. Tenho certeza de que não vai ser grave – afirmou Olivinha, jogador de grande identificação com o clube, que atuou pelo Flamengo em três jogos da pré-temporada da NBA nos Estados Unidos no ano passado.

Sem os dois, Neto deu mais oportunidades aos jovens. Mingau ganhou bem mais tempo de quadra do que está acostumado, e Gegê foi o armador titular do time. Com um time experiente e mesmo com poucos jogadores à disposição, o Brasília soube conduzir o primeiro confronto para vencer no fim por uma diferença de apenas dois pontos.

Mesmo sendo amistoso, o segundo jogo teve momentos de tensão entre os jogadores em quadra. Disputas fortes entre Marcelinho e Pilar, Marquinhos e Artur, além de reclamações constantes com os árbitros da Federação do Rio de Janeiro, que resultaram na exclusão de Guilherme Giovanonni depois de levar duas faltas técnicas.

Sem Guilherme e com Ronald poupado, o Brasília sucumbiu, principalmente no terceiro quarto.  No entanto, depois de estar perdendo por 13 pontos, conseguiu se recuperar e equilibrar o confronto, contando com 23 pontos de Cipolini. No fim, o Flamengo se reencontrou, Marquinhos terminou com 19 pontos e o time venceu por 93 a 88, mas ainda com muito problemas para resolver e pouco tempo até o confronto com o Orlando Magic.

Share This: