Duelos com Santos podem decidir se São Paulo manterá Doriva para 2016

Contratado pelo ex-presidente Carlos Miguel Aidar um dia depois de todos os vice-presidentes e diretores do clube entregarem os cargos, Doriva poderá decidir neste confronto de semifinal de Copa do Brasil se permanecerá no São Paulo para a próxima temporada. O contrato do sucessor de Juan Carlos Osorio vai até 2016, mas deverá ser rompido ao final desta temporada se o clube não se classificar à Copa Libertadores. O primeiro jogo contra o Santos acontece nesta quarta-feira, às 22h, no Morumbi.

O presidente interino Leco e o vice-presidente de futebol Ataíde Gil Guerreiro gostam de Doriva. Acreditam, no entanto, segundo apurou o UOL Esporte, que o processo de sucessão de Osorio deveria ter preservado a metodologia de trabalho que o colombiano vinha implementando no clube. Doriva, ao chegar, avisou de antemão que não faria rodízio nem improvisações, marcas do antecessor. Mais importante do que isso, treina de outra forma e prefere outro estilo de jogo.

Como Doriva foi contratado por Aidar antes da renúncia do presidente, sob suspeitas de desvio de dinheiro do clube e corrupção, poderá pagar o preço por não ser quem a atual gestão gostaria que estivesse no comando nesse momento. Segundo informado por dirigentes que hoje estão na diretoria do clube, o contrato de Doriva, assim como o de Osorio, não tem multa rescisória, e poderia ser rompido antes do fim sem indenização financeira.

Doriva já fez dois jogos pelo São Paulo e ainda não venceu. Estreou com derrota contra o Fluminense, no Maracanã, e no último domingo empatou com o Vasco, no Morumbi. Os cinco pontos perdidos em seis disputados distanciaram o São Paulo do topo do Brasileirão e hoje dificultam a classificação à Libertadores pelo campeonato nacional – para piorar, nas últimas sete rodadas o São Paulo enfrentará o líder Corinthians e o vice Atlético-MG. Por isso a Copa do Brasil se faz tão importante.

A favor de Doriva joga o histórico em eliminatórias e o retrospecto recente contra o Santos. Em 2014, pelo Ituano, Doriva sagrou-se campeão paulista depois de vencer Palmeiras na semifinal e Santos na final. Neste ano, pelo Vasco, foi campeão carioca ao vencer o Botafogo na final. Pela Ponte Preta, no Brasileirão, venceu o Santos por 3 a 1 no Moisés Lucarelli, já na era Dorival Júnior, que ressuscitou o time que caminhava para o rebaixamento.

Caso Doriva não consiga a classificação para a Copa Libertadores, o São Paulo deverá apostar na contratação de um treinador que siga o modelo de futebol de Osorio. O departamento de futebol do clube acredita que devido ao delicado momento financeiro do clube, será preciso ter um técnico focado em revelar atletas, como fez o colombiano com Lyanco e Matheus Reis, por exemplo, nos quatro meses que ficou no clube. O São Paulo ainda teme ser impedido de contratar jogadores por período de um a dois anos, se punido pelo STJD pelo caso Iago Maidana – se não puder contratar, dependerá exclusivamente das categorias de base.

Share This: