Em entrevista na rádio, Pietá responde reportagem de jornal

O ex-prefeito Elói Pietá (PT) concedeu entrevista na manhã desta sexta-feira ao programa “Radar de Notícias”, da rádio Imprensa FM, quando comentou reportagem publicada ontem pelo jornal “Guarulhos Hoje”, sobre a possibilidade de ele vir a ser convocado a depor na Operação Lava-Jato.

Notas da coluna Espalha Fatos, de Sergio Lessa, foram reproduzidas pelo Click Guarulhos, motivo pelo qual estamos repercutindo a entrevista.

Segundo Pietá, a publicação de uma matéria naqueles termos neste período soa como algo que interessa a algum grupo político ao qual incomoda o fato de ele, ex-prefeito, estar entre os possíveis candidatos ao Executivo guarulhense nas eleições deste ano. Indagado pelo jornalista Antonio Carlos Arnone se o suposto interessado poderia ser algum dos nomes que concorrem com ele dentro do PT à indicação pelo partido, ele disse ter convicção de que não. Ele também afirmou não ter sido procurado para dar sua versão na reportagem.

A suposição levantada pelo jornal foi de, tendo sido secretário-geral do Partido dos Trabalhadores em período coincidente com o do tesoureiro João Vaccari Neto, Elói Pietá poderia ser chamado a depor no âmbito da Lava-Jato, que apura corrupção na Petrobras.

Pietá disse estar absolutamente tranquilo quanto a isso, pois no período em que exerceu a função não cuidou de nada que se referisse a finanças.

Ele comentou também sobre a informação de que sua esposa, a ex-deputada federal Janete Pietá (PT), recebeu R$ 320 mil de empreiteiras que estão listadas entre as implicadas na Operação Lava-Jato. Segundo Pietá, as doações foram legais e contabilizadas e em valor muito inferior ao que as mesmas empresas doaram aos deputados federais que têm ligações com Guarulhos, como Eli Corrêa Filho e Jorge Tadeu, ambos do DEM.

Fonte:http://www.clickguarulhos.com.br/

Share This: