Erro de pesagem prejudica consumidores no Aeroporto de Guarulhos

Aeroporto de Guarulhos - Imagem: Uol

O Instituto de Pesos e Medidas (Ipem) do Estado de São Paulo concluiu que 10 das 114 balanças de pesagem de bagagens do Aeroporto de Guarulhos, na Grande São Paulo, apresentavam erros que prejudicavam o consumidor. Os dados foram divulgados no dia 03 de setembro.

O Ipem realizou, no dia 01 de setembro, a fiscalização dos aeroportos de Cumbica, Congonhas, Viracopos (Campinas), Leite Lopes (Ribeirão Preto), Professor Urbano Ernesto Stumpf (São José dos Campos), Professor Eribelto Manoel Reino (São José do Rio Preto) e Moussa Tobias (Bauru). De todos, Cumbica foi o aeroporto com mais irregularidades. Já em Congonhas, não foram encontradas balanças com erros.

As balanças tinham erros na pesagem superiores ao máximo admissível em serviço e também por excentricidade, quando há diferença de peso em diferentes pontos da mesma balança. O objetivo da operação é alertar o consumidor na hora de pesar as bagagens e evitar ser lesado por irregularidades que podem induzir, por exemplo, ao pagamento indevido por excesso, caso a balança esteja desregulada.

As empresas responsáveis pelas balanças têm dez dias para apresentar defesa ao Ipem. As multas para balanças desreguladas podem variar de R$ 451 a R$ 25 mil.

Segundo a GRU Airport, concessionária de Cumbica, as balanças apontadas na inspeção foram recalibradas no mesmo dia, nos padrões exigidos pelo órgão e estão operando normalmente. O Ipem recomenda que o consumidor fique atento ao pesar as bagagens e observe, por exemplo, se o visor da balança está zerado antes de colocar as malas.

Aeroporto de Guarulhos - Imagem: Uol

Aeroporto de Guarulhos – Imagem: Uol

Fonte: G1

Share This: