Espalha Fatos

Executivo que pretende reduzir temporariamente em 10% os salários do prefeito, vice-prefeito, chefe de gabinete, secretários, adjuntos, coordenadores, diretores e demais cargos em comissão da Prefeitura, SAAE, IPREF e AGRU parece que não passou de blefe político, além de ter encontrado grande resistência no Legislativo.

Questão técnica

Para se alterar o salário do prefeito e de seu vice, a proposta obrigatoriamente tem de partir de um vereador e não do próprio Almeida. O vício de iniciativa já foi detectado, mas de qualquer forma a propaganda enganosa de administrador econômico, o chefe do Executivo conseguiu fazer. Já a redução dos valores salariais dos demais cargos, parece que não agradou os parlamentares, pois em ano eleitoral tirar dinheiro do bolso do servidor não é uma boa ideia.

Conta certa

Os vereadores João Barbosa e Pastor Anistaldo, mais o suplente Rogério Santos, pretendem por meio de lei obrigar a todas as lojas, quiosques e departamentos que trabalham tirando fotografias para documentos, a resguardarem o direito do consumidor de tirar a quantidade de fotos que precisa, pagando apenas por esse número. Geralmente hoje, o cidadão que necessita de uma ou duas fotos é obrigado a comprar pelo menos meia dúzia.

Bate e assopra

O ex-secretário de segurança, João Dárcio Filho, que assumiu esta semana uma cadeira na Câmara de Guarulhos, meteu a boca nos colegas vereadores que se ausentaram no final da sessão de terça, causando o encerramento dos trabalhos por falta de quórum. Nas redes sociais, João Dárcio garantiu que vai divulgar na sessão de hoje os nomes dos presentes. Seria interessante divulgar o dos ausentes, já que ficou tão indignado assim.

Notívagos

A Comissão de Constituição e Justiça da Câmara deu parecer favorável ao substitutivo n° 01 relativo ao Projeto de Resolução 4066/2015, de autoria da Mesa Diretora da Casa, que altera o artigo 154 do Regimento Interno, possibilitando a realização de algumas sessões ordinárias no período noturno, a partir das 19 horas. A idéia é possibilitar a realização dessas sessões sempre quando houver debates de proposituras com maior repercussão na cidade. Para isso será necessário sempre a aprovação de um requerimento em plenário.

Alerta

O vereador Lamé (PMDB) pretende aprovar lei que obrigue as empresas mais reclamadas no PROCON a fixarem em seus estabelecimentos cartazes que contenham sua posição no ranking de reclamações, ou seja, deverão fazer propaganda negativa de si mesmas caso não atendam bem aos consumidores.

Fonte:http://www.clickguarulhos.com.br/

Share This: