Filhos podem herdar obesidade do pai pelo esperma, diz estudo

RIO – O peso de um homem também afeta a informação hereditária contida no esperma. E isso pode ser a chave para uma explicação biológica sobre o fato de filhos de pais obesos serem mais predispostos à obesidade. A relação foi divulgada em um estudo publicado nesta quinta-feira, na revista científica “Cell Metabolism”.

Segundo a pesquisa, as células de esperma de homens magros e obesos possuem diferentes marcas epigenéticas, notadas em regiões de genes associados ao controle do apetite. Para fazer o estudo, foram feitas comparações entre 13 homens magros e 10 homens obesos, num primeiro momento.

Na fase seguinte, os investigadores monitoraram seis homens submetidos a cirurgia de perda de peso para verificar como isso afetou seu esperma. Foi observada uma média de 5 mil mudanças estruturais no DNA do esperma, entre o momento antes da cirurgia e um ano mais tarde.

Apesar das descobertas, os cientistas afirmam que ainda é preciso compreender o que significam essas diferenças no DNA e seus efeitos sobre os bebês. Mas eles reforçam que isso é uma evidência de que o esperma carrega informações sobre a saúde de um homem.

– Nossa pesquisa pode levar a uma mudança de comportamento, particularmente o comportamento pré-concepção do pai – diz o principal autor doe estudo, Romain Barrès, professor associado da Universidade de Copenhagen.

Segundo ele, os esforços são muito concentrados nas mulheres, quando os pais também deveriam receber atenção.

– É de conhecimento comum que, quando uma mulher está grávida, ela deve cuidar de si – não beber álcool, ficar longe de poluentes. Mas, se a implicação do nosso estudo é válida, as recomendações devem ser voltadas aos homens também.

Fonte:http://oglobo.globo.com/

Share This: