Fórmula 1, 65 anos

Foi em um dia 13 de maio que a história da maior categoria do automobilismo começou a ser escrita, mais precisamente no antigo aeródromo de Silverstone, transformado em autódromo após o fim da Segunda Guerra Mundial. Era o início da Fórmula 1, no distante ano de 1950, com o Grande Prêmio da Europa (ou da Grã-Bretanha; a corrida teve dois nomes oficiais. Mais de 120 mil pessoas estiveram presentes à primeira corrida do campeonato. Os mais famosos: o Rei George VI, a Rainha Elizabeth e a Princesa Margareth, na única vez em que a Família Real britânica compareceu a uma corrida de F-1 no país.

A vitória ficou com Giuseppe “Nino” Farina, da Alfa Romeo. O italiano, aliás, conquistaria o primeiro título mundial da história da Fórmula 1 no fim de 1950. E a montadora italiana fez a trifeta naquela corrida: o compatriota Luigi Fagioli foi o segundo e o inglês Reg Parnell, o terceiro. Aliás, aquele grid reuniu alguns pilotos de origem bem curiosa. Por exemplo, o tailandês Birabongse Bhanudej Bhanubandh. Ou simplesmente Príncipe Bira da Tailândia. Outro: o Barão Emmanuel “Toulo” de Graffenried, da Suíça, que havia vencido a edição de 1949 do GP da Grã-Bretanha, ainda na fase pré-F-1. Mais um: o músico de jazz Johnny Claes, do então bem-sucedido grupo “Johnny Claes and the Clay Pigeons”.

silverstone1950_3_blog

Por falar em curiosidades, a Woodcote, que por anos foi a última curva do circuito de Silverstone, era a primeira delas em 1950. A pista tinha o sentido invertido. Após a Woodcote, os pilotos passavam pela Copse, Maggots, Becketts, Chapel, Stowe, Club e Abbey, a primeira delas. A formação do grid também era diferente, em filas de quatro e três carros alternadamente. A idade média dos pilotos era de 39 anos, três deles acima dos 50: Luigi Fagioli (51), Louis Chiron (50) e Philippe Etancelin (53). Farina, vencedor da corrida, tinha 43 anos. O piloto mais jovem tinha 29: o inglês Geoffrey Crossley. Juan Manuel Fangio, futuro pentacampeão da categoria, também disputou a corrida inaugural da F-1 aos 39 anos.

silverstone1950_1_blog

Curiosidades de uma história de 65 anos de sucesso. Longa vida à Fórmula 1!

http://globoesporte.globo.com/blogs/especial-blog/voando-baixo/post/formula-1-65-anos.html

Share This: