Governador Geraldo Alckmin acompanha içamento de vigas na Linha 13-Jade

O governador Geraldo Alckmin acompanhou nesta terça-feira, 29, o içamento de duas vigas ao longo do trecho em elevado da Linha 13-Jade da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), em implantação. Essa linha ligará a capital ao Aeroporto Internacional de Guarulhos – GRU, e terá 12,2 km de extensão.
“A Linha 13-Jade começa em Engenheiro Goulart, passa pela Linha 12-Safira e vem até o Aeroporto Internacional de Guarulhos. As obras das estações estão 30% já executadas. Estamos com 2.500 trabalhadores nessa obra”, disse Alckmin ao reafirmar que a construção civil é importante para a geração de emprego e renda. O governador ressaltou, ainda, que a obra é feita com recursos do Estado de São Paulo e financiamentos de órgãos internacionais, já que o Governo Federal não repassou os R$ 250 milhões previstos no PAC Mobilidade, em 2013, para a obra.
Atualmente, os trabalhadores estão envolvidos na obra, com atividades executadas nas estações Engenheiro Goulart, Guarulhos Cecap e Aeroporto-Guarulhos, na implantação do trecho em elevado e no remanejamento da área em superfície da Linha 12-Safira (Brás-Calmon Viana) para que seja feita a parte inicial da Linha 13, além das obras de ampliação das passagens inferiores de Engenheiro Goulart e Jardim Piratininga.
O trecho em elevado começa no entroncamento com a Linha 12-Safira, nas proximidades do centro de treinamento do Corinthians, e prossegue por 700 metros após a estação Aeroporto-Guarulhos. Nesse trecho, além da execução de estacas, blocos de fundação, pilares e travessas, também já foram içadas 296 vigas pré-moldadas e concretados os trechos onde posteriormente será implantada a via férrea.
Até o final da obra, serão içadas mais 488 vigas, totalizando 784, que sustentarão 7,9 km em elevado. Cada viga mede 31 metros de extensão e pesa 96,8 toneladas. Também já foi iniciada a estrutura da ponte sobre o Rio Tietê.
O projeto beneficiará os moradores de ambas as cidades, principalmente a população usuária do transporte público. A demanda projetada indica que a nova linha deverá atender inicialmente cerca 130 mil passageiros por dia útil.
Investimento
O investimento previsto é de R$ 2,2 bilhões, dos quais R$ 1,2 bi foram obtidos para obras civis por meio de financiamento da AFD (Agência Francesa de Desenvolvimento). O Banco Europeu de Investimento (BEI) está financiando R$ 340 milhões para compra de trens. A contrapartida do Estado é de R$ 239,7 milhões.
Em janeiro deste ano, o Governo do Estado autorizou a publicação das concorrências para contratação dos sistemas de sinalização, de monitoramento de vias e de telecomunicações, que seriam financiadas com recursos do PAC da Mobilidade. Sem receber os recursos prometidos pelo Governo Federal, o Governo do Estado obteve financiamento junto ao BNDES para possibilitar o andamento das contratações. Também foi autorizada a publicação para contratação de 8 novas composições. O investimento total nos sistemas e trens está estimado em cerca de R$ 600 milhões. Com essas contratações, a conclusão do empreendimento está prevista para início de 2018. Quando a Linha 13-Jade estiver em operação, a tarifa cobrada será a mesma praticada no sistema metroferroviário.
  
Fonte:http://welbi.blogspot.com.br/

Share This: