Governo federal estuda vender fatia de 10% da Infraero no Aeroporto de Cumbica

O governo federal planeja vender fatias da participação que a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) tem nos aeroportos concedidos à iniciativa privada, como parte de um esforço para salvar a estatal, cujo prejuízo em 2015 chegará a R$ 450 milhões.
Segundo o ministro Eliseu Padilha, da Secretaria de Aviação Civil, a intenção é vender algo perto de 10% dos aeroportos de Guarulhos, Brasília, Confins, Galeão e Viracopos. A Infraero tem 49% em cada um, sendo que em Cumbica os outros 51% são divididos entre o Consórcio Invepar (45,9%) e o Consórcio Airports Company South Africa.
A concessão fez a estatal perder os seus aeroportos mais rentáveis; assim, como consequência da perda de receitas, a empresa passou de lucrativa a deficitária. “Estamos com estudo concluído pelo Banco do Brasil, o ministro Nelson Barbosa [Planejamento] já aprovou. É perfeitamente viável”, diz Padilha. A proposta ainda será levada para análise da presidente Dilma Rousseff.
A intenção é que as vendas de participação ocorram a partir do ano que vem. O orçamento para 2016 já contemplará as receitas resultantes do negócio, disse o ministro. Padilha não divulgou quanto o governo espera levantar com as vendas das participações. Mas disse que o negócio resolveria o problema financeiro da estatal, que, afirmou, é “momentâneo”.

Fonte:  http://www.guarulhoshoje.com.br/

Share This: