Guarulhenses vão às ruas por impeachment

Com mensagens de descontentamento e pedidos de “Fora Dilma” escritos em faixas, adesivos, cartazes e até músicas reproduzidas como paródias de críticas à presidente Dilma Rousseff e ao ex-presidente Lula, movimentos de oposição ao PT levaram guarulhenses para protestar na Avenida Paulo Faccini (Região Centro), próximo ao Bosque Maia, na manhã de domingo, 13. Segundo a Polícia Militar, 1,5 mil pessoas participaram do protesto. Os organizadores citaram 10 mil.

Em sua maioria com camisas verde e amarelo e com bandeiras do Brasil, os manifestantes cantaram o hino nacional e gritavam palavras de ordem. Os movimentos Guarulhos Livre, Brasil Livre e Amo Guarulhos lideravam os carros de som com críticas ao prefeito Sebastião Almeida (PT). “A nossa cidade já virou motivo de piada em noticiários nacionais. Tem uma Guarulhos em um buraco, fora as enchentes. A cidade está abandonada”, disse Marcelo Gomes, um dos organizadores do evento e membro do Guarulhos Livre.

O ato foi pacífico. Pelo menos 40 homens da Polícia Militar especializados em manifestações estavam de prontidão no local. Equipes da Secretaria de Transportes e Trânsito coordenaram o trajeto dos manifestantes.

Diferentes instituições estavam representadas no ato. “As associações e as instituições não podem ficar paradas diante desta situação. A roda da economia emperrou. Nós temos que mobilizar a sociedade e demonstrar nosso descontentamento”, disse William Paneque, presidente da ACE Guarulhos.

Palavras de apoio ao juiz Sérgio Moro e à Polícia Federal, responsáveis pela Operação Lava-Jato, foram proferidas por todo o caminho. Motoristas que passavam próximo da multidão respondiam com buzinas e palavras de apoio aos manifestantes. Vereadores e pré-candidatos à Prefeitura também aderiram ao movimento. O ato foi encerrado no cruzamento com a Avenida Tiradentes. Ao chegar no local, o hino nacional foi reproduzido novamente e as pessoas se dispersaram, muitas a caminho do ato na Capital.

Fotografia: Marina Noce e Contribuição de participantes

Fonte: Folha Metropolitana



							
												

Share This: