Guarulhos registra sete mortes em decorrência da gripe H1N1 neste ano

Em Guarulhos, sete pessoas já morreram desde o início deste ano em decorrência da gripe H1N1. Em 2015, a cidade não teve nenhum óbito relacionado à doença. Para minimizar os efeitos da proliferação do vírus, nesta semana a Secretaria de Saúde de São Paulo decidiu antecipar a campanha de vacinação, diante dos números elevados de contágios antes do período esperado. A ação deve atender a 3,5 milhões de pessoas em todo o Estado. As doses serão distribuídas em hospitais públicos e privados da capital e Grande São Paulo.

Em 2015 a Campanha Nacional de Vacinação teve início no dia 4 de maio, quando 224.086 pessoas foram vacinadas na cidade. Na época nenhum caso de A/H1N1 foi registrado em Guarulhos. Este ano a Secretaria de Saúde do município recebeu a notificação de 15 casos mais graves da doença, além de nove casos sem gravidade.
Sete pessoas residentes em Guarulhos morreram com o diagnóstico de A/H1N1, sendo cinco em hospitais particulares da Capital e de Guarulhos, e dois em hospitais públicos. A Secretaria Municipal de Saúde informa que, entre os casos, “três tiveram seu quadro clínico agravado, evoluindo para óbito, por conta de outras doenças crônicas, como diabetes e diabetes associada a linfoma”.
O grupo que deve receber esta antecipação em unidades de saúde serão os idosos, gestantes e crianças. A distribuição acontece no início da próxima semana. Este ano as doses protegem a população contra os vírus do inverno de 2016 A/California (H1N1), A/Hong Kong (H3N2) e B/Brisbane.
Na primeira fase cerca de 532,4 mil profissionais de saúde de hospitais públicos e privados da capital e região metropolitana da Grande São Paulo recebem as doses da vacina. “Até 8 de abril, sexta-feira, todos os hospitais desses municípios receberão as doses para a realização de campanhas internas”.
As crianças maiores de seis meses e menores de cinco anos, além de gestantes e idosos recebem as dose a partir de 11 de abril. Para os demais grupos como doentes crônicos, puérperas, indígenas, funcionários do sistema prisional e a população privada de liberdade, a aplicação tem início em 30 de abril, conforme o calendário do Ministério Público.
Segundo a Secretaria estadual, neste ano, até 22 de março, foram notificados 324 casos e 42 óbitos por SRAG no Estado de São Paulo atribuíveis ao vírus Influenza. Desse total, 260 casos e 38 óbitos foram relacionados ao vírus A (H1N1). Em 2015, foram 342 casos de SRAG notificados em todo o Estado, sendo 190 relacionados ao tipo A (H3N2). Do total de 65 óbitos registrados em 2015, 28 tiveram também relação com o A (H3N2).
Clínicas particulares
O GuarulhosWeb ligou para dois laboratórios na região central da cidade que oferecem as doses da vacina. Nestes locais a aplicação da vacina, que deve prevenir contra quatro doenças derivadas do vírus da gripe H1N1, estarão disponíveis somente na primeira semana de abril. Apenas uma unidade divulgou o valor de R$110.
Fonte:http://www.guarulhosweb.com.br/

Share This: