Lobista preso na Lava Jato e ligado a Dirceu deixa a cadeia em Curitiba

O lobista Fernando Antônio Guimarães Hourneaux de Moura, preso durante a 17ª fase da Operação Lava Jato, deixou a prisão nesta segunda-feira (2). A informação foi confirmada pela Polícia Federal.

Ele firmou um acordo de colaboração com o Ministério Público Federal (MPF), em 20 de  setembro, no qual aceitou repassar informações sobre o esquema de propina na Petrobras em troca de redução de pena, caso seja condenado.

Fernando Moura estava detido desde 3 de agosto. Ele já é réu perante a Justiça e responde por organização criminosa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

De acordo com o Ministério Público Federal, ele representava o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu na Petrobras. Moura também é acusado de receber parte da propina paga pelas empreiteiras por contratos na petrolífera.

Os procuradores ainda afirmam que o nome de Renato Duque para ocupar o cargo de diretor de Serviços da estatal teria sido sugerido por Fernando Moura a Dirceu. O ex-diretor responde a processos na Justiça Federal por ser acusado de receber dinheiro de propina.

Renato Duque e Dirceu estão presos no Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, suspeitos de terem sidos beneficiados com o esquema de corrupção, fraudes e desvio de dinheiro na Petrobras.

Fonte:http://g1.globo.com/

Share This: