MP vai investigar o show do Dia do Trabalhador

O Ministério Público Estadual (MPE) abriu inquérito para investigar irregularidades nos custos do show do Dia do Trabalhador, na Região Taboão. Inicialmente, o valor da contratação de artistas era de R$ 500 mil, mas após a cantora Paula Fernandes afirmar que não cobrou pelo show, a Prefeitura reduziu os gatos para R$ 350 mil. A investigação foi aberta pelo promotor de Justiça Nadim Mazloum, no dia 22 de maio. O evento foi realizado pela Prefeitura com apoio de centrais sindicais e da Rá- dio Tropical FM. A empresa contratada para organizar a estrutura do show foi a Grimark Eventos, também responsável pelo contrato dos artistas que se apresentaram. Após notícias de que receberia R$ 148 mil pelo playback que realizou durante o show, Paula Fernandes divulgou, via rede social, que não receberia cachê pelo evento feito em parceria com a rádio. A Prefeitura entrou em contato com a Grimark Eventos e ambos acordaram em zerar o débito da apresentação da sertaneja. “Caso confirmadas as irregularidades, será proposta ação civil pública”, disse o promotor de Justiça.

fonte: folhametro.com.br

Share This: