Penteados para noivas com flores naturais

omo diz a música de Gal Costa, “cabelo pode ser cortado, cabelo pode ser comprido, cabelo pode ser trançado, cabelo pode ser tingido, aparado ou escovado, descolorido, descabelado, cabelo pode ser bonito, cruzado, seco ou molhado.” Porém, um arranjo de flores naturais pode deixar o penteado com aparência mais leve. Se a ocasião for um casamento, a “parceria” é ainda mais perfeita, pois flores remetem a delicadeza e leveza. E qual noiva não quer um penteado que a destaque em um dos dias mais importantes de sua vida?

O hairstylist Ryckk Gonçalves, da Dolce Vitta Estética e Spa Urbano, diz que os arranjos com flores naturais nunca saem de cena, apesar da preferência do mercado e de muitas noivas por arranjos artificiais ou semijoias. Com a volta das cerimônias diurnas e ao ar livre, a preferência por penteados mais despojados e acessórios leves e com menos brilho é uma tendência que está em alta. “No momento, há muitas noivas optando por casar no campo ou praia. A céu aberto, os arranjos naturais ficam mais em evidência”, afirma.
As flores podem ser dispostas sobre o cabelo em forma de coroas no alto da cabeça, pequenos buquês adornando coques e até mesmo colocadas uma a uma, preenchendo uma trança, por exemplo.
O tipo de flor a ser usada depende de uma série de fatores como, por exemplo, o horário e o local da cerimônia, bem como o estilo do vestido e o gosto da noiva. Só é preciso que o arranjo receba o acabamento adequado para não causar desconforto ou machucar a noiva.

O profissional explica que é interessante mesclar as espécies miúdas com variedades mais vistosas. “Com as mini-orquídeas, mini-rosas e a gipsófila, conhecidas como mosquitinho, e até com flores do campo se faz arranjo para noivas. Não há limitação para qual penteado é mais indicado: pode ser preso, semi-preso ou solto. Geralmente, as flores podem ser presas com arames para artesanato ou grampos invisíveis (extra-finos) para prender as flores”, conta Ryckk, explicando também que é importante o modo como as flores serão transportadas e mantidas até a hora de serem usadas, a fim de que não sejam “machucadas”.

Outra dica do profissional é quanto à combinação dos arranjos. “Hoje já não se usa muito combinações de arranjos com a decoração da igreja ou do salão de festas. Às vezes, no máximo, combinam-se as flores do arranjo de cabeça com as do buquê. Mas, existe uma regra básica: casamentos durante o dia pedem sempre vestidos suaves e arranjos de flores naturais ou artificiais sem muito brilho”, destaca.

Casamento estilo boho chic

Boho chic é uma derivação de bohemian chic, expressão inglesa que faz referência ao look boêmio contemporâneo, que é caracterizado por roupas esvoaçantes e acessórios vintage, bem como cabelos e maquiagem com aparência natural. Essa tendência foi a opção da empresária e publicitária Juliana Lessa Sampaio, para um dia muito importante em sua vida: o casamento, ocasião em que optou por usar flores naturais em seu penteado.

“Acho que o uso das flores tinha tudo a ver com o ambiente em que escolhemos nos casar, além de combinar com a proposta que queríamos: um casamento simples e com a nossa cara”, relata.

Juliana diz que o resultado foi melhor do que esperava e que o noivo, agora marido, Kleverson, também aprovou a escolha. O arranjo de cabeça da publicitária foi feito com azaleia, orquídea e gipsófila. Outro detalhe que ela conta é que a cerimônia foi realizada durante o dia e ao ar livre, com a cobertura de uma tenda e que, apesar da temperatura estar em torno dos 26 graus, as flores aguentaram todo o evento, sem murcharem.

Ela informa que não teve consultoria para auxiliá-la na escolha do arranjo. Entretanto, como já tinha em mente o conceito que queria, pesquisou e apresentou as referências à decoradora do espaço em que se casou e ao cabeleireiro, que recebeu as flores escolhidas e montou o arranjo.

“Meu cabeleireiro, Dharlann Henri, do Jacques Janine, do Jardim França, conseguiu entender o que eu queria a partir das referências que passei. Ficou melhor do que eu esperava. Acredito que, para usar flores, a cerimônia deve ser durante o dia, o que faz com que o arranjo tenha maior visibilidade e combine com ambientes de belezas naturais. […] Por ter me casado em um período bem quente, dei preferência a um vestido mais simples, fresco, sem muito brilho, já sabendo que queria um arranjo grande para dar mais destaque. Acho que as flores têm o poder de realçar a beleza, de maneira delicada e sutil. Amei o resultado e, se pudesse voltar ao tempo, faria tudo novamente.”

Fonte:http://www.clickguarulhos.com.br/

Share This: