POLÍCIA INVESTIGA SE CHACINA TEM RELAÇÃO COM MORTE DE PM

No dia 30 de dezembro de 2015, o policial militar Felipe Ramalho, de 30 anos, foi morto ao reagir de um assalto a uma loja de autopeças. O crime ocorreu na rua João Tavares, na região do Vila Galvão.

Na madrugada deste sábado, 2, quatro jovens foram mortos e um feriado em um na rua Domingues de Abreu, cerca de dois quilômetros do acontecido com o PM.

Homens encapuzados desceram de um veículo preto e iniciaram os disparos que atingiram Hermes Augusto, 19; Francisco Fernando Pereira Caetano, 23; Leonardo de Souza, 23 e Adriano Araújo, 28.

Moradores da região acreditam na relação dos acontecidos. O delegado responsável, Rubens Barazal, diz que ainda é cedo para fazer qualquer afirmação, mas que todas as hipótese são investigadas. “Nós trabalhamos com todas as hipóteses, mas seria muito leviano e muito irresponsável a gente informar qualquer informação fechada agora nesse instante. Tudo isso carece de investigação, uma apuração”, afirmou o delegado em reportagem ao SPTV.

Segundo o boletim de ocorrência, quando a perícia chegou ao local, não havia projéteis em frente ao bar. Moradores relataram à Folha de S. Paulo que um carro da força tática da PM com luzes apagadas nos arredores do bar.

Fonte:http://www.clickguarulhos.com.br/

Share This: