Prefeitura interrompe obras no Água Azul

A empresa que estava fazendo obra de pavimentação nas principais vias do bairro Água Azul e região, retirou seus maquinários, equipamentos e funcionários nesta terça-feira, 7 de junho, deixando, aparentemente, o trabalho abandonado. Moradores acreditam que o motivo seria falta de pagamento por parte da Prefeitura à ENPAVI, responsável pela obra.

A difícil condição do bairro com relação às ruas é problema antigo. A Prefeitura vem tentando solucionar os transtornos dividindo a obra, que já dura há anos e soma R$ 30 milhões, em várias fases. Esta etapa de pavimentação das ruas centrais, por exemplo, começou no dia 1º de junho. “Há dias os transportes coletivos escolares não pegam as crianças do bairro, por causa do problema das chuvas e das péssimas condições das ruas”, relatou moradora que solicitou à Reportagem que a identidade fosse mantida em sigilo.

empresa que estava fazendo obra de pavimentação nas principais vias do bairro Água Azul e região, retirou seus maquinários, equipamentos e funcionários nesta terça-feira, 7 de junho, deixando, aparentemente, o trabalho abandonado. Moradores acreditam que o motivo seria falta de pagamento por parte da Prefeitura à ENPAVI, responsável pela obra.

A difícil condição do bairro com relação às ruas é problema antigo. A Prefeitura vem tentando solucionar os transtornos dividindo a obra, que já dura há anos e soma R$ 30 milhões, em várias fases. Esta etapa de pavimentação das ruas centrais, por exemplo, começou no dia 1º de junho. “Há dias os transportes coletivos escolares não pegam as crianças do bairro, por causa do problema das chuvas e das péssimas condições das ruas”, relatou moradora que solicitou à Reportagem que a identidade fosse mantida em sigilo.

Os moradores da região rechaçam a resposta da STT e questionam até quando muitas crianças deixarão de ir à escola por conta do difícil acesso. Por meio das redes sociais, internautas queixam-se da falta de planejamento da Administração. “Mora no Água Azul, mas lá em cima, na [avenida que dá acesso a] cachoeira. Já faz uns 10 dias que não vou pra casa por falta de planejamento das obras da prefeitura, não contavam com a chuva e está intransitável, os ônibus não estão indo até o final! Mal conseguimos transitar a pé.”

Os munícipes organizam-se para se dirigirem à Prefeitura caso não haja um retorno das obras.

Fonte:http://www.clickguarulhos.com.br/

Share This: