Professores protestam por pagamento de benefícios

Cerca de 80 professores municipais concentraram-se nesta quarta-feira, 22, na Secretaria de Finanças, na avenida Salgado Filho, região central, em manifestação contra a Prefeitura.

De acordo com a categoria, a Administração não pagou a extensão de jornada, gratificação de mérito, equiparação entre professor de educação básica (PEB) e professor de educação infantil (PEI), além da quitação das diferenças (fevereiro, março e abril) dos docentes. Os direitos estão previstos no acordo coletivo, que foi ratificado em termo assinado no Tribunal Regional do Trabalho (TRT) no dia 21 de março.

A categoria aguardava o cumprimento do acordo feito no TRT para que neste mês de junho ocorresse o pagamento das pendências.

Questionado sobre o porquê do protesto na Secretaria de Finanças, o presidente em exercício do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Pública (Stap), Rogério Oliveira, informou que a Secretaria de Educação comunicou ter separado os valores para pagamento e que deveria ser conversado no Departamento de Recursos Humanos (DRH), que por sua vez, disse não ter dinheiro para fazer os pagamentos, “empurrando” a responsabilidade para a Secretaria de Finanças.

A categoria aguarda reunião marcada para o dia 28, onde será apresentada proposta para possível acerto. O sindicato não descarta possibilidade de greve após recesso do mês de julho.

A Reportagem questionou a Prefeitura, mas até o fechamento desta matéria não houve respostas.

Fonte:http://www.clickguarulhos.com.br/

Share This: