Rossi x Lorenzo: disputa pelo título chega a último ato após ano polêmico

Próximo domingo, em Valência, será dia da mais aguardada decisão da história da MotoGP.  Companheiros de equipe na Yamaha, Valentino Rossi e Jorge Lorenzo duelarão na última etapa do ano, dispostos a fazer de tudo para garantir o título de 2015 da categoria máxima do Mundial de Motovelocidade. Será o último ato de um ano atribulado, com diversas polêmicas nas pistas e também fora delas, onde a MotoGP ultrapassou a barreira do fã da velocidade e alcançou as mesas de bar, ganhando uma repercussão nunca antes vista na modalidade. Dimensão potencializada pelo polêmico episódio na corrida anterior, na Malásia, em que Rossi derrubou Marc Márquez, após acusar dias antes o espanhol da Honda de querer atrapalhá-lo para ajudar o compatriota ser campeão.

O SporTV transmite a decisão da MotoGP ao vivo no domingo, às 11h (horário de Brasília). Fique ligado também nas corridas da Moto3 e da Moto2, a partir das 8h

 

Ao longo das 17 etapas já disputadas em 2015, o mundo do motociclismo assistiu de camarote ao renascimento da lenda Valentino Rossi, que reinventou seu estilo de pilotagem aos 36 anos, na incessante busca pelo oitavo título dele na elite das duas rodas, o décimo no Mundial de Motovelocidade, algo que parecia distante tempos atrás. O ano também foi de provação para o fenômeno Marc Márquez, atual bicampeão da MotoGP, que nesta temporada alternou cinco vitórias com seis quedas, ficando fora da briga pela taça. O também bicampeão Jorge Lorenzo, por sua vez, ressurgiu após dois anos discretos, e mostrou consistência para se manter na briga pelo título: é o dono do maior número de vitórias em 2015: seis ao todo.

Chances de título de Jorge Lorenzo e Valentino Rossi:

– Se Lorenzo vencer, Rossi tem que ser 2º segundo para ser campeão
– Se Lorenzo for 2º, Rossi tem que terminar no pódio para ser campeão
– Se Lorenzo for 3º, Rossi tem que terminar em 6º ou à frente para ser campeão
– Se Lorenzo for 4º, Rossi tem que terminar em 9º ou à frente para ser campeão
– Se Lorenzo terminar entre 5º e 9º, Rossi pode terminar até seis posições atrás do espanhol
– Se Lorenzo terminar abaixo de 9º, Rossi é campeão

O campeonato chega à sua derradeira etapa no GP de Valência, com Rossi liderando a tabela com 312 pontos, contra 305 de Lorenzo. O detalhe fundamental para a corrida consiste no fato de que o italiano terá que largar da última colocação no grid, punido por conta do incidente com Márquez no GP da Malásia. Rossi recorreu à Corte Arbitral do Esporte pela anulação da pena aplicada pela Federação Internacional de Motociclismo (FIM), e a decisão sairá até sexta-feira.

Para chegar a este ápice de tensão e disputa no campeonato, muitos quilômetros foram percorridos nas pistas do calendário da MotoGP. O SporTV.com separou um Top 5 com os momentos-chave da agitada temporada:

 

1 GP DA ARGENTINA – MÁRQUEZ CAI, ROSSI VENCE

Após vitória de Rossi na abertura do campeonato no Catar, e triunfo de Márquez na segunda etapa nos EUA, o circo da MotoGP chegou à Argentina com o foco na disputa entre o experiente italiano contra o prodígio espanhol. Saindo da pole position, Márquez dominou a prova com certa tranquilidade até duas voltas para o final, quando Rossi enfim se aproximou. O italiano partiu para cima do espanhol, conseguindo a ultrapassagem. Márquez, por sua vez, não quis deixar barato e tentou a retomada da posição. Porém, acabou se chocando contra a moto do adversário, caindo e deixando o caminho aberto para a vitória de Rossi.

2 GP DA HOLANDA – BRITA E VITÓRIA PARA ROSSI

Assen foi palco para mais um duelo ferrenho entre Márquez e Rossi. No entanto, desta vez era o multicampeão que largava na primeira colocação. O espanhol chegou a assumir a liderança da corrida, até o italiano da Yamaha retomá-la com três voltas para o término da prova. Decidido a vencer pela segunda vez na temporada, Márquez arriscou tudo na última chicane, tocando em Rossi e jogando o piloto da moto 46 para a brita. Controlando sua Yamaha, ele conseguiu evitar a queda e ainda cruzou a linha de chegada em primeiro, para desespero do espanhol da Honda.

3 GP DE SAN MARINO –  A QUEDA DE LORENZO

Com uma série de mudanças climáticas ao longo da prova, o GP de San Marino ficou marcado pela única queda do Jorge Lorenzo em toda temporada, resultado primordial para que o espanhol, no momento, tenha sete pontos de desvantagem para Rossi na tabela. A queda aconteceu após o segundo pit stop do piloto da Yamaha, que voltou para a pista com pneus de pista seca. Enquanto caçava Márquez pela primeira posição, ele caiu sozinho, deixando o compatriota livre para confirmar a vitória. O prejuízo só não foi maior para Lorenzo porque Rossi foi apenas o quinto colocado.

4 GP DA AUSTRÁLIA – O ESTOPIM

Em Phillip Island, Márquez saiu na pole position, mas viu o italiano Andrea Iannone assumir a ponta logo após a largada. Seguiu-se uma alternância impressionante nas quatro primeiras posições entre Márquez, Iannone, Lorenzo e Rossi, até que o espanhol da Yamaha assumisse a liderança. Quando tudo parecia definido, Márquez partiu para cima do compatriota, e ultrapassou Lorenzo na última volta, faturando a vitória. Apesar da corrida espetacular, Rossi – quarto colocado – viu sua liderança no campeonato diminuir para 11 pontos, e passou a atacar Márquez verbalmente. Na entrevista coletiva concedida dias depois, já na Malásia, ele afirmou que o atual bicampeão tinha “brincado” com ele na Austrália, acusando Márquez de trabalhar para que Lorenzo fosse o campeão da temporada.

5 GP DA MALÁSIA – A BOMBA ESTOUROU

 Com os ânimos acirrados pelas recentes declarações de Rossi, a expectativa era de que a corrida em Sepang fosse recheada de fortes emoções. Porém, ninguém imaginava a polêmica que estava para ser criada. Com o pole position Dani Pedrosa disparado na liderança e Jorge Lorenzo estável na segunda colocação, a principal disputa da corrida ficou entre Rossi e Márquez pelo terceiro lugar. Alternando ultrapassagens, ambos protagonizavam um dos grandes duelos da temporada, com Márquez forçando algumas manobras e as motos se tocando mais de uma vez. Tanto que Rossi chegou a gesticular reclamando com o rival. Na sétima volta, o italiano liderava quando diminuiu o ritmo, forçando o espanhol para fora do traçado ideal. Márquez então partiu para cima, tocando em Rossi, que deixou a perna. O bicampeão da Honda caiu, subiu na moto e foi para os boxes, abandonando a corrida. Rossi terminou em terceiro, logo atrás de Lorenzo. Manteve os pontos conquistados, porém acabou punido pela FIM para a etapa final.
Fonte: http://sportv.globo.com/

Share This: