Sabesp cobra maior redução no consumo de água em Guarulhos

Diferente do que a Prefeitura havia informado na segunda-feira passada, a Sabesp informou ao GuarulhosWeb que o teor da reunião com a administração municipal de Guarulhos teve como tema central a redução no consumo de água em todo município. Segundo a empresa de abastecimento, que fornece mais de 70% da água consumida na cidade, Guarulhos e mais outras duas cidades localizadas na Região Metropolitana precisam rever seus conceitos quanto a economia. A redução dos guarulhenses representa apenas 17%.

Em comunicado oficial, a Prefeitura omitiu essa informação. Apenas divulgou que a reunião com a Sabesp tratou de encontrar uma solução para a dívida de mais de R$ 2,3 bilhões acumulada pelo Saae ao longo de pouco mais de 30 anos. No entanto, a Sabesp não confirmou ao GuarulhosWeb a versão apresentada pela Prefeitura, mas o prefeito Sebastião Almeida (PT) festejou o encontro. “Foi uma reunião bastante positiva. O presidente da Sabesp (Jerson Kelman) demonstrou desejo de construir uma saída em conjunto para os problemas que temos enfrentado”, disse Almeida.

De acordo com a empresa existem negociações em andamento com as prefeituras de Santo André, Mauá e Guarulhos quanto a redução do consumo per capita de água. Ela cita as cidades de Osasco, São Bernardo do Campo, Carapicuíba (as três são operadas pela Sabesp) e São Caetano (não operada pela Sabesp) como exemplos a serem seguidos, isso porque reduziram o consumo em mais de 30%.

Já nas cidades de Guarulhos, que depende de 87% do abastecimento de água da Sabesp, Mauá e Santo André, a redução foi apenas de cerca de 17% (comparado a fevereiro de 2014). Vários municípios da Região Metropolitana estão fazendo uso racional da água e reduziram consumo, por meio de medidas com aplicação de programa de bônus e tarifas de contingência, além das campanhas de economia de água e redução de perdas.

A Sabesp também ressaltou que, neste momento em que se enfrenta a maior seca da história, é preciso que todos os municípios da Região Metropolitana tenham o mesmo grau de adesão e solidariedade, para que possa garantir a segurança hídrica. Apesar de revelar grande preocupação com a seca, a Sabesp não revelou detalhes sobre um possível acordo com a prefeitura para renegociar a dívida existente.

fonte: guarulhosweb.com.br

Share This: