SÉRIE A3 – Flamengo empata com o Matonense e é vice-líder

O Flamengo de Guarulhos é o vice-líder da Série A3 do Campeonato Paulista. Na manhã deste domingo, o invicto Corvo recebeu a Matonense, no estádio Antônio Soares de Oliveira, e empatou por 0 a 0. Embora desfalcado de cinco peças – o lateral direito Arthur Santos, o zagueiro Paulo Brumati, o meia Renatinho e os atacantes Felipe Desco e Rafael Piauí –, o Rubro-Negro dominou o adversário e criou grandes oportunidades de vencer o oponente alviazul em casa pela primeira vez em sua história.

Com o resultado, a equipe comandada por Edson Vieira chega aos 15 pontos, trilhando o retrospecto de quatro vitórias e três empates, atrás apenas do líder Atibaia (19), responsável por superar o São Carlos – terceiro colocado –, fora de casa, por 3 a 1.
Agora, o Rubro-Negro tem pela frente dois desafios longe de Guarulhos. O primeiro ocorre quarta-feira, às 20 horas, diante do Sertãozinho, no estádio Frederico Dalmaso, território do Touro dos Canaviais. O segundo compromisso está marcado para sábado, às 17 horas, contra o Fernandópolis, no estádio Cláudio Rodante.
A partida – Procurando manter o aproveitamento perfeito atuando no estádio Antônio Soares de Oliveira, o Flamengo criou a primeira chance de perigo logo no segundo minuto. Em cobrança de falta – sofrida por André Bilinha –, Milton Junior, recuperado de uma luxação no cotovelo esquerdo, concluiu com categoria e viu Vinícius espalmar de manchete. Com dez jogados, a Matonense teve um gol bem anulado: Guilherme Pit alçou a bola na área, e Medina, impedido, completou de cabeça para as redes.
Quando o relógio apontou a marca dos 31, Flamengo e Matonense perderam seus respectivos técnicos: Edson Vieira e Pinho acabaram expulsos pela árbitra Regildênia de Holanda Moura. Com Rogério Delgado, auxiliar, no comando à beira do campo, o Corvo criou grandes oportunidades. Aos 41 minutos, Milton Junior arriscou da intermediária e mandou a bola rente ao ângulo esquerdo de Vinícius. Com 45 jogados, Welington Carioca, postado do lado direito, entortou a marcação alviazul e finalizou de canhota, para a firme defesa do camisa 1 visitante.
Todavia, a última chance do tempo inicial pertenceu à SEMA: em jogada ensaiada, Guilherme Pit cobrou escanteio rasteiro, do setor esquerdo, e viu Medina concluir de primeira, rente ao ângulo direito de Wagner.
Disposto a sair com os três pontos, o Rubro-Negro voltou com mudança do intervalo: o centroavante Tom substituiu Ingro, autor de dois gols, e criou uma belíssima oportunidade aos dez minutos. O camisa 17 guarulhense recebeu na intermediária, buscou o equilíbrio e desferiu um firme petardo, exigindo grande intervenção de Vinícius. O tento seria semelhante ao anotado pelo dianteiro contra o Olímpia, também em Guarulhos.
Soberano na ponta esquerda, Biro Biro chamou para si a responsabilidade e criou boas chances individuais. Contudo, foi buscando o toque refinado com os companheiros que o camisa 6 melhor se apresentou. Aos 18 minutos, em jogada iniciada pelo pernambucano de Catende, Milton Junior recebeu de Welington Carioca no setor direito e cruzou fechado. Por milímetros, Tom não escorou.
Retraída no campo defensivo, a Matonense segurou o jogo como pôde e seguiu acompanhando as grandes oportunidades de gol criadas pelo Flamengo. Aos 30 minutos, Arthur realizou lançamento primoroso para Tom, que, por pouco, não conseguiu desviar de cabeça para as redes. O camisa 17, com 34 jogados, voltou a levar perigo – desta vez, acionado por Welington Carioca. O guarulhense chegou a finalizar, entretanto, o bem postado Vinícius fez milagre para salvar sua equipe, abafando a conclusão firme, de pé direito, do ídolo rubro-negro.
A partir dos 40 minutos, o Corvo lançou-se ao ataque, mas não conseguiu furar o bloqueio defensivo da SEMA. Com 42 jogados, Bruno Sacomani, substituto de Milton Junior, recuperou a bola na ponta direita e cruzou para Igor Prado, que testou sobre o travessão de Vinícius. Quando o relógio apontou a marca dos 44, Daniel Bueno brigou pela bola no setor esquerdo da área e fez o levantamento. Welington Carioca surgiu como surpresa entre a defesa alviazul, cabeceando nas mãos do arqueiro adversário.
Embora não tenha sido o esperado, o resultado deixou o Corvo na vice-liderança da Série A3. Fato que garantiu aplausos e gritos de incentivo aos valentes comandados de Edson Vieira, que lutaram pelos três pontos até os últimos instantes.
FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 0 x 0 MATONENSE
Data e horário: domingo, 21 de fevereiro, às 10 horas.
Estádio Antônio Soares de Oliveira, em Guarulhos.
Arbitragem: Regildênia de Holanda Moura, auxiliada por Adílson Roberto de Oliveira e Eduardo de Jesus Conceição.
Cartões amarelos: Carlão (Flamengo); William, Maldonado e Edson Pio (Matonense).
Público pagante: 638 pessoas.
Renda: R$ 8.010,00.
Flamengo: Wagner; Arthur, Carlão, Igor Prado e Biro Biro; Fernando Junior, Welington Carioca e André Bilinha (Guilherme Panambi); Ingro (Tom), Milton Junior (Bruno Sacomani) e Daniel Bueno.
Técnico: Edson Vieira.
Matonense: 1-Vinícius 2-Coimbra 3-Marquinhos 4-Luan 5-Ademir 6-Toninho 7-Maldonado 8-Guilherme Pit (15-Douglas Pit) 9-Kadu 10-Edson Pio (14-Vitor Hugo) 11-Medina (13-Glauco).
Técnico: Pinho.
Fonte:http://www.guarulhosweb.com.br/

Share This: