STT muda trânsito no Gopoúva neste sábado

A Prefeitura de Guarulhos divulgou nesta quarta-feira que colocará em prática, a partir das 6 h de sábado, alterações no sistema viário da região do Gopóuva, mais especificamente na confluência das avenidas Emílio Ribas e Torres Tibagi.

Há algumas semanas, eu vinha cobrando em minha coluna da revista Weekend e aqui no Click Guarulhos, uma definição da Secretaria de Transporte e Trânsito, tendo em vista que havia sido modificado o traçado dos canteiros nas imediações dessa confluência, deixando o trânsito confuso, o que vinha provocando acidentes e constantes discussões entre motoristas.

Na semana passada, a STT informou que estava ultimando os preparativos para ligar os semáforos ali instalados.

Veja a íntegra das alterações que serão implementadas e leia ao final minha opinião:

 

O projeto Emílio Ribas para melhoria do trânsito começa a partir das 6 horas do sábado, dia 6, com a proibição das conversões à esquerda no cruzamento com a avenida Presidente Castelo Branco, no Anel Viário, além da mudança de direção de cinco vias e ligação de três semáforos instalados no local.

Essa é a primeira de três etapas do projeto, que visa proporcionar maior segurança com aumento da fluidez viária. Para tanto, o semáforo existente no local passará de três para duas fases, possibilitando maior fluidez dos veículos que estiverem na avenida Emílio Ribas.

Foram feitas as reconfigurações geométricas das avenidas Torres Tibagy com a Emílio Ribas, com o corte de canteiros e implantação de acessibilidade, todos recapeados pelas equipes da Secretaria de Transportes e Trânsito.

No sábado, acompanharão as mudanças as equipes de operações, semafórica, fiscalização viária e obras da STT para orientar o tráfego e verificar a adaptação dos motoristas.

Há faixas informando sobre as alterações e a partir sexta-feira (5) os orientadores da Escola Pública de Trânsito distribuirão folhetos explicativos aos motoristas.

Durante a semana, o secretário Atílio André Pereira realizou reuniões com os motoristas da Saúde e do SAAE para explicar todas as alterações, buscando garantir o entendimento desses profissionais antecipadamente.

Medidas complementares já estão sendo estudadas e devem entrar em vigor tão logo haja a melhor adaptação dos motoristas. A expectativa é que a segunda fase, com tais medidas, entre em vigor entre 15 e 20 dias após as mudanças deste sábado.

Mudanças de mão de direção

A partir do sábado pela manhã, haverá mudança de direção viária nos seguintes locais do bairro Gopoúva:

– Praça Mário das Neves passará a ter mão única de direção entre as ruas Gopoúva e Terceiro Sargento Alcides de Oliveira, nesse sentido;

– Rua Terceiro Sargento Alcides de Oliveira terá mão única de direção no trecho entre a Mário das Neves e rua Antonio Lisboa Garcia, nesse sentido;

– Rua Antonio Lisboa Garcia terá mão única de direção no trecho compreendido entre a rua Gopoúva e a avenida Emílio Ribas, nesse sentido;

– Rua Hélio Manzoni terá mão única de direção no trecho entre a avenida Torres Tibagy e rua Bráulio Guedes, nesse sentido; e

– Rua Bráulio Guedes passará a ter mão única de direção entre a rua Hélio Manzoni e avenida Torres Tibagy, nesse sentido.

Retornos

Com as alterações viárias, ficarão proibidas as conversões à esquerda entre a Emílio Ribas e o Anel Viário. Assim, os retornos terão que ser feitos sempre pelos semáforos.

Do Anel Viário, sentido Vila Galvão, para entrar na avenida Emílio Ribas, o motorista terá que dar a volta pela praça e cruzar a avenida Presidente Castelo Branco.

Para o retorno próximo à rua Terceiro Sargento Alcides de Oliveira, o motorista terá que cruzar o Anel Viário para a Vila Galvão ou para a rua Hélio Manzoni.

Para quem está no Anel Viário e quer entrar na Emílio Ribas, sentido bairro, o acesso será pela Hélio Manzoni, Bráulio Guedes e depois pela Antonio Lisboa Garcia.

 

Minha opinião

Não sou técnico e, portanto, minha visão é simplesmente de motorista e observador do comportamento humano. Mesmo assim, várias mudanças para melhor no trânsito de Guarulhos foram feitas a partir de sugestões minhas, ainda que nem sempre isso seja admitido por quem as implantou (nem faço questão disso; importante é que sejam implementadas e funcionem).

Acessei o mapa da região no Google e tentei entender como funcionarão as mãos de direção. Não entendi.

 

Torço para que dê certo, mas temo que um dos piores trechos da avenida Emílio Ribas fique ainda pior. Refiro-me àquele que fica ao lado do Saae, entre o Anel Viário e a rua Cônego Valadâo. Digo isso porque muitos motoristas que vêm da região do hospital Padre Bento e desejam chegar à avenida Mãe dos Homens convertiam da avenida Emílio Ribas pela rua Antonio Lisboa Garcia, cruzavam o Anel Viário e seguiam pela rua Hélio Manzoni, depois pela Bráulio Guedes. Agora, terão de seguir pela Emílio Ribas, até a Cônego Valadão, aumentando o tráfego em um trecho já complicado.

Vamos aguardar para ver como funcionará na prática.

Valdir Carleto 

Fonte:http://www.clickguarulhos.com.br/

Share This: