SURPREENDEU

Neil Magny provou no UFC Monterrey que algumas de suas melhores performances acontecem em lutas de última hora. Aceitando o confronto contra Kelvin Gastelum com cerca de duas semanas de antecedência, o norte-americano dominou boa parte da ação contra o compatriota no duelo principal do evento deste sábado (21), levando a vitória por decisão dividida.

A primeira metade da luta se resumiu a Magny surpreendendo no chão. Com um condicionamento físico impressionante, o atleta mostrou facilidade nas transições e fez várias tentativas de finalização, deixando o rival cansado. Gastelum reagiu no quarto round, conseguindo dois knockdowns em dois minutos, mas Magny resistiu às investidas do campeão do TUF 17 e conseguiu a vitória.

Esta foi a quinta luta de Magny em 2015, e seu quarto triunfo no ano. A única derrota veio contra Demian Maia no UFC 190, em agosto.

O co-main event foi uma típica luta de Diego Sanchez. Mesmo em desvantagem na trocação, o veterano não deixou de ir para cima de Ricardo Lamas, fazendo o duelo ser movimentado do início ao fim. Lamas dominou a ação em pé, acertando combinações de socos e chutes diversos, e foi declarado o vencedor por decisão unânime.

Na terceira luta principal da noite, Henry Cejudo foi consistente com sua estratégia e venceuJussier Formiga. Os lutadores apostaram na trocação forte durante três rounds, com fortes trocas de joelhadas no clinche, mas o norte-americano medalhista Olímpico fez mais na visão de dois dos três juízes, levando na decisão dividida.

Confira os resultados completos do UFC Monterrey:

CARD PRINCIPAL

Neil Magny venceu Kelvin Gastelum por decisão dividida;
Ricardo Lamas venceu Diego Sanchez por decisão unânime;
Henry Cejudo venceu Jussier Formiga por decisão dividida;
Enrique Barzola venceuHoractio Gutierrez por decisão unânime;
Leandro Silva venceu Efrain Escudero por decisão unânime.

CARD PRELIMINAR

Erik Perez venceu Taylor Lapilus por decisão unânime;
Bartosz Fabinski venceu Hector Urbina por decisão unânime;
Alejandro Perez venceu Scott Jorgensen por nocaute técnico no segundo round;
Andre Fili venceu Gabriel Benitez por nocaute no primeiro round;
Alvaro Herrera venceu Veron Ramos por nocaute técnico no primeiro round;
Polo Reyes venceu Cesar Arzamendia por nocaute no primeiro round;
Michel Prazeres venceu Valmir Lazaro por decisão dividida.

Fonte:http://www.ufc.com.br/

Share This: