Tudo em um! Esse programa reúne todos os seus mensageiros no mesmo lugar

Há algum tempo, o MSN dominava as ferramentas de comunicação na internet: quem não tinha uma conta lá praticamente não conversava com os amigos. Agora, existe uma infinidade de mensageiros de todos os tipos, que usam contas separadas e oferecem diferentes recursos — além de obrigar você a efetuar login em todos eles e ter vários programas ou abas abertas para eles.

Eis que surge o Franz. Com o nome baseado no imperador Francisco José I da Áustria, o programa chega com uma proposta ambiciosa e que, principalmente, funciona. Ele é uma espécie de hub que abriga, em um único app, vários serviços de troca de mensagens. Você só precisa abrir o Franz e, depois de ajustá-lo pela primeira vez, não terá mais trabalho para fazer todos os logins.

Por enquanto, o Franz suporta os seguintes serviços: WhatsApp, Facebook Messenger, Google Hangouts, Skype, Telegram, HipChat, Slack, WeChat, Grape e GroupMe.

Instalação e configuração

O primeiro passo é simples: baixe o Franz por este link para Windows, Mac ou Linux, descompacte a pasta e abra o arquivo executável FranzSetup. Não é necessário fazer instalação.

A janela principal do Franz

Ao iniciar o programa pela primeira vez, a sua tarefa é adicionar cada um dos serviços que você já utiliza. Basta clicar uma vez sobre os ícones na janela inicial e aguardar que seu atalho seja adicionado à barra superior do Franz. Em seguida, é preciso entrar em cada um dos serviços e fazer o devido login (e aqui os passos variam dependendo de cada aplicativo). Em alguns casos, a interface pode levar alguns segundos para carregar pela primeira vez, então tenha paciência.

Navegando

Com tudo devidamente ajustado, você pode acessar cada mensageiro com cliques na tela ou usando alguns atalhos do teclado. “Alt+Tab” alterna entre cada serviço e “Ctrl+[insira um número aqui]” também faz a mesma ação, sendo que o número fica listado de acordo com a ordem do serviço (no caso das nossas imagens, WhatsApp é “Ctrl+1″ e Messenger é “Ctrl+2″, por exemplo).

Fonte:http://www.tecmundo.com.br/

Share This: