Uber promete sorvete grátis em 10 cidades nesta sexta; serão 10 mil em SP

O aplicativo de transporte Uber anunciou que vai distribuir picolés grátis nesta sexta-feira (15) aos usuários em dez cidades brasileiras. A ação faz parte de uma campanha global da empresa chamada #UberIceCream.

Veja as cidades onde a promoção estará disponível e a marca dos sorvetes oferecidos:

  • São Paulo, Campinas, Brasília, Goiânia, Curitiba e Porto Alegre: Diletto
  • Belo Horizonte: Easy Ice
  • Fortaleza: Pardal Sorvetes
  • Recife: FriSabor
  • Salvador: Arita

Os carros que participam da ação não vão fazer viagens, apenas entregarão os picolés.

Para participar, o usuário deve abrir o aplicativo no celular entre 11h e 15h desta sexta-feira, inserir o endereço onde está e selecionar a opção “Ice Cream”, na barra inferior do aplicativo.

Se o pedido for atendido, um motorista irá levar os picolés grátis. A empresa pede que o usuário escolha um local onde o carro poderá estacionar por alguns minutos, até os sorvetes serem entregues. É necessário ir até o carro para buscar o picolé.

Cada usuário só pode pedir uma vez. São três ou quatro picolés para cada pessoa, dependendo da cidade.

10 mil picolés em SP

Como a procura deve ser grande e a quantidade de carros é limitada, a empresa pede: “caso não consiga da primeira vez, tente novamente em alguns minutos”.

Além disso, a ação permanece enquanto durarem os estoques, ou seja, pode acabar antes do horário previsto. Em São Paulo, por exemplo, o Uber diz que são mais de 10 mil picolés ao todo.

Para mais detalhes, entre no site: http://zip.net/bdtpTl (endereço encurtado e seguro).

App tem delivery de comida

O Uber é um aplicativo que está disponível em diversas cidades do mundo. No Brasil, ele tem gerado muita polêmica por concorrer diretamente com os táxis. Por causa disso, taxistas têm protestado e já houve até casos de agressão.

Em algumas cidades do mundo, o aplicativo oferece um serviço de entrega de refeições chamado UberEATS. Esse serviço ainda não está disponível no Brasil.

Fonte:http://economia.uol.com.br/

Share This: