WhatsApp compartilha seus dados mesmo que você diga ‘não’

O WhatsApp atualizou os termos de privacidade no dia 25 de agosto, quinta-feira. De acordo com uma postagem no blog do aplicativo, o mensageiro começaria a compartilhar informações sobre seus usuários com o Facebook, como o número de seus celulares.

O site AntiMedia analisou cuidadosamente os novos termos do aplicativo e também a página de perguntas frequentes e, mesmo que um tutorial sobre como atualizar o mensageiro e não entregar seus dados para o Facebook, não irá adiantar, pois uma mensagem deixado claro que nem mesmo isso vai evitar que suas informações sejam compartilhadas.

“A família de empresas do Facebook irá receber e utilizar estes dados para outros propósitos, tais como aprimorar a infraestrutura e sistemas de entrega, entender como nossos serviços e os serviços deles são utilizados, aprimorar sistemas de segurança, o combate ao spam, abusos e atividades de violação.”

Com isso, os usuários não tem escolha, a não ser escolher outro aplicativo para se comunicar com seus amigos e familiares. Lembrando que ninguém é obrigado a usar o WhatsApp e existe uma grande quantidade de apps que fazem exatamente o mesmo – quando não ainda mais.

Entenda as mudanças nos termos do WhatsApp

O Facebook, dono do WhatsApp, vai solicitar ao usuário o vínculo das contas do mensageiro com a da rede social para a associação de contas tem relação com o combate mais efetivo do spam, melhorar as sugestões de amizade e relevância dos anúncios, de acordo com o que explicou o escritório do WhatsApp.

“Por exemplo, você poderá receber notificações sobre o status do voo de sua viagem, um recibo de uma compra que você tenha feito, ou uma notificação assim que uma entrega tenha sido feita. Mensagens de marketing que você venha a receber poderão conter ofertas de algo que lhe interesse”, declarou a nota.

Criptografia e privacidade

O serviço de criptografia impede que qualquer um intercepte o conteúdo das mensagens trocadas pelo WhatsApp. Ainda que os dados dos usuários passem a ter ligação direta com o Facebook, essa proteção seguirá sem mudanças. “Nós também não iremos vender, compartilhar ou disponibilizar o seu número de telefone para anunciantes”, ressaltou o documento oficial.

As mudanças poderão ser experimentadas pelos clientes durante um período de até 30 dias antes que haja a concordância com os termos propostos. Após esse tempo, a única forma que o usuário terá de rejeitar essa nova política será não mais utilizar o WhatsApp.

Fonte:https://www.clickguarulhos.com.br/

Share This: